Como é o vosso Paraíso? O meu tem forma de Biblioteca.
OS MEUS LIVROS: |Distúrbio| |Antologias|

25
Jul 11
publicado por paraisobiblioteca, às 09:00link do post | Comentar

Dia de calor. Um centro comercial. Dois homens num elevador.

- Podiam colocar outra musiquinha.

O outro encarou-o de alto a baixo. Era irónico que um louco vestido a super-homem pudesse dizer mal daquela música. - Que tem contra ela?

- Não tenho nada contra. Simplesmente não gosto.

- Mas não gosta porquê?

O homem da capa vermelha olhou directamente para o outro e uma manifestação de compreensão deslizou pelo seu rosto abaixo. - Espere lá. Você é o autor desta música, não é? Jorge…

- Palma. Sim, sou eu.

- Muito prazer. Sou o Super-Homem.

- Prazer… Ainda não me disse porquê não gosta da minha música.

- Bem, não gosto porque a sua voz não é bonita. Não me diga que se considera um Elton John! E depois esta letra, não sei, parece-me estranha. Para quê é que o senhor pede tanto que se encostem a si? Por acaso sofre de algum problema de auto-estima?

Jorge Palma encontrava-se muito corado e avançou em direcção à porta quando esta deu sinais de que iria abrir.

- Para onde vai? - perguntou o outro. - Quer fugir dos seus problemas? Sente-se aqui e vamos ter uma conversinha - pegou no cantor e sentou-o a um canto do elevador. - Diga-me o que lhe vai no coração.

- Mas...

- Mas nada. Eu tirei o curso de Psicologia e sei o que faço. Diga-me, sente-se pouco amado pela sua mulher?

- Bem…

- Então é isso, não é? - entretanto, já tirara um caderno da sua cueca exterior e começara a rabiscar. - Continue. Sente falta de quê?

- Eu…

- Os seus filhos, com certeza, não lhe ligam nenhuma.

- Eu…

- Pois, eu sabia. Os filhos são uns ingratos. Nunca os tive mas sei do que falo. Olhe, porquê não arranja uma amante?

- Mas…

- Ah, já tem uma. Seu safado. E mesmo assim ainda pede que se encostem a si? O senhor é um insatisfeito. Julga-se muito bom, não?

- Não…

- Ainda por cima não admite aquilo que é. O senhor é doente. Quantas vezes tem relações sexuais por semana?

- Hum…

- Já lhe perdeu a conta, não é? E que outros vícios tem? Cheira-me a álcool…

- Não…

- É alcoólico, portanto. E gosta de jogar um pokerzinho, não?

Jorge suspirou e afundou-se no canto. O dia iria ser muito longo.

 

*conto escrito no âmbito do Campeonato Naciona de Escrita Criativa, em que era para criar uma história onde entrasse Jorge Palma e o Super-Homem.

tags:

Contacto: paraisobiblioteca@sapo.pt | Twitter: @ValentinaSFerr
Adquire o teu exemplar do Distúrbio
E tu? Já és fã? ;)
A Menina da Biblioteca também escreve aqui:
"Estórias do Arco-da-Velha"